Terapia artesanal: descubra como o artesanato muda a estrutura emocional de pessoas depressivas que encontram na arte uma luz

Terapia artesanal: descubra como o artesanato muda a estrutura emocional de pessoas depressivas que encontram na arte uma luz

A depressão é classificada como um transtorno mental em que a pessoa sente um grande vazio e tristeza.

Perdendo o interesse em diversas atividades e relações.

 

O problema requer acompanhamento e tratamento médico, mas já foi comprovado que outras técnicas também podem auxiliar a recuperação, como a terapia artesanal.

 

Sim! O ato de colocar as mãos na massa e criar algo que é só seu pode ajudar muito o tratamento da depressão em todas as idades.

 

Além disso, o artesanato pode oferecer ainda mais benefícios à mente do que você pode imaginar.

 

Neste post, você vai entender como a depressão pode ser combatida com o artesanato e todos os outros benefícios que a prática traz para sua autoestima.

Por que o artesanato é recomendado como uma prática de terapia?

Para entender como a terapia artesanal pode auxiliar o tratamento da depressão, é preciso descobrir o que acontece com a mente quando o transtorno depressivo está em ação.

 

A verdade é que a depressão não se trata apenas de uma tristeza profunda, é uma doença onde células utilizadas pelo cérebro para se comunicar, chamadas de neurotransmissores, começam a circular de forma incorreta.

 

A mudança pode ser causada por um evento traumático, pela constante experiência de momentos desgastantes e cansativos.

Além das mudanças na química cerebral, a depressão pode acabar surtindo efeitos no corpo, como úlceras, gastrite e insônia.

 

Entretanto, os principais sintomas são apresentados no comportamento da pessoa. Ela se torna desinteressada em qualquer atividade e, em alguns casos, não consegue encontrar forças para sair de casa.

 

Sendo assim, a prática da terapia artesanal pode ser uma atividade que estimula o indivíduo a retornar ao mundo externo e reencontrar o valor em si.

 

O ato de estar criando algo com as próprias mãos e vendo que existe um talento em si para isso pode ajudar a recuperação aos poucos.

 

A seguir, falaremos sobre alguns benefícios da terapia artesanal, especialmente para quem sofre com a depressão.

4 benefícios do artesanato que você não pode ignorar

Muitos olham para o artesanato apenas como uma fonte de renda, mas a verdade é que a atividade pode mudar completamente a forma como uma pessoa se sente em relação a si mesma.

 

Tanto para quem sofre com depressão ou não, a terapia artesanal pode funcionar como uma forma de alimentar a mente com pensamentos e ações benéficas.

 

Além de ser um passatempo, o artesanato pode se tornar uma terapia transformadora, trazendo um novo significado para a vida do indivíduo e auxiliando-o a encontrar valor e talento em si.

 

Com isso em mente, destacamos a seguir 4 benefícios que o artesanato pode oferecer. Descubra como a atividade vai além de um simples passatempo!

 

1. Melhora da concentração

A produção de peças, especialmente as menores como laços para pet, por exemplo, exigem concentração e dedicação para criar um bom resultado.

 

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR UMA AULA GRATUITA DE LAÇOS PARA PET

 

Atualmente, se manter concentrado em uma única atividade, sem distrações, é uma missão extremamente difícil. Entretanto, o artesanato pode ser uma ótima atividade para praticar e desenvolver esta habilidade, tanto para pessoas que sofrem com depressão como para pessoas sadias.

 

Sendo assim, quanto mais você pratica a concentração, melhor ela se torna e, com isso, você ganha mais controle sobre sua mente e a forma como direciona sua energia em determinadas atividades.

 

Na depressão, é comum que o paciente não sinta a mínima vontade e energia de aplicar sua energia em algo.

 

Com a terapia artesanal, aos poucos, a pessoa passa a perceber como sua concentração e dedicação resultam em belos trabalhos e pode começar a se sentir mais motivada a criar.

 

2. Sentimento de valorização

Se você já criou alguma obra artesanal, sabe como é a sensação quando você percebe que criou algo tão belo com suas próprias mãos, não é?

 

Agora, imagine como esse sentimento pode auxiliar uma pessoa que se sente extremamente triste e vazia. Por mais simples que seja, é uma sensação que pode ajudar a resgatar o valor e a autoestima dentro de alguém que sofre com a depressão.

 

A partir do momento que a pessoa percebe que é capaz de criar algo útil e bonito apenas com as suas mãos, ela começa a perceber que vale a pena sair de casa e fazer parte da sociedade.

 

Por menores que sejam, são passos e métodos como esses que auxiliam o paciente a se recuperar aos poucos e encontrar na terapia artesanal uma energia para se amar e se valorizar.

3. Descoberta de um novo talento

O artesanato é para todos, mas sempre há quem se encontra na arte como ninguém! A prática da terapia artesanal pode ajudar o indivíduo a encontrar uma atividade em que ele se sai muito bem.

 

Durante a depressão, é comum que a pessoa sinta como se não fizesse diferença nenhuma no mundo ou que não é boa e útil para nada.

 

A terapia artesanal pode mudar isso! Seja para produzir um item de decoração ou uma peça com utilidade para a casa, com o simples fato de iniciar um projeto e acompanhar os passos que consegue concluir, o paciente pode perceber que é capaz e possui o seu valor.

 

Além disso, nunca se sabe se a terapia artesanal apresentará um grande talento e até mesmo uma nova carreira para você. Não custa nada tentar. Suas mãos possuem mais poder e talento do que você imagina!

 

4. Estímulo da criatividade

Quem trabalha com o artesanato há um tempo sabe como, no começo, todos acabam seguindo as instruções dadas, sem sair um dedinho da linha.

Entretanto, com o tempo, você ganha mais confiança e criatividade para dar seu próprio toque de personalidade em cada peça.

 

Além de ocupar a mente para evitar os pensamentos negativos.

 

A terapia artesanal ajuda o indivíduo a exercitar sua criatividade e perceber como pode ir além do que pensa.

 

Como é capaz de criar belas peças e usar suas próprias mãos para fazer a diferença.

 

Diferente do que muitos pensam, a criatividade não é um dom, ela é uma habilidade que precisa ser trabalhada para se ampliar e estar em constante melhoria.

 

Sendo assim, o artesanato é ideal não apenas para ampliar os horizontes de quem sofre com depressão, mas também para exercitar a mente de qualquer outra pessoa.

 

Como buscar ajuda?

Quem enfrenta a depressão pode passar a acreditar que nenhuma das suas relações é verdadeira. Sendo assim, se sente muito sozinho no mundo.

 

Caso você conheça alguém que esteja sofrendo com esse problema, além de sugerir a busca por um profissional da psicologia ou psiquiatria.

Incentive a pessoa a fazer atividades que possam ocupá-la e fazê-la se sentir mais útil e valorizada, como a terapia artesanal.

 

A maioria dos municípios oferece oficinas gratuitas de artesanato para os moradores, assim como também existem estabelecimentos especializados que oferecem cursos incríveis.

 

Além disso, é possível encontrar tutoriais na internet para produzir peças mais simples, como as tiaras para bebê.

 

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR UMA AULA DE TIARA PARA BEBÊ

 

A terapia artesanal é um dos métodos alternativos mais acessíveis, sendo assim, é muito interessante apresentá-lo para quem sofre com o transtorno depressivo e estimular a pessoa a colocar as mãos na massa!

Quem são as pessoas que encontraram no artesanato um novo estilo de vida?

A terapia artesanal já transformou a vida de muitos e também pode transformar a sua, te fazendo acreditar que você tem mais valor e capacidade do que você sequer imagina.

 

Em entrevista ao Extra Net, o artesão Marcos Roberto dos Santos conta que começou a mexer com artesanato em uma fase muito difícil da sua vida.

 

Ele havia entrado em uma depressão profunda e estava até com fobia das pessoas por conta da profissão como vendedor.

 

Marcos conta que sua médica indicou o início de alguma atividade ocupacional e, assim, ele começou a pintar telhas, criando seu próprio estilo com o passar do tempo.

 

O artesão conta que se apaixonou pela atividade e vê nela uma chance de libertar a mente e criar.

 

Provando que a terapia artesanal pode potencializar o tratamento médico, a psicóloga Bárbara Neubarth conta à Revista Donna sobre a Oficina de Criatividade, criada por ela no Hospital Psiquiátrico São Pedro de Porto Alegre.

 

As atividades são organizadas em grupos formados por pessoas com diversos diagnósticos.

mas sempre com o objetivo de resgatar os sentimentos positivos que são necessários para dar continuidade ao tratamento.

 

A psicóloga conta que, na oficina, o lado saudável e positivo do paciente é exposto e, aos poucos, se fortalece para combater o transtorno depressivo.

 

Existem outros tratamentos eficientes e importantes para a depressão, como a terapia artesanal.

Entretanto, é importante lembrar que o acompanhamento médico é imprescindível para realmente auxiliar o paciente e trazer melhorias saudáveis para sua vida.

 

4 benefícios do artesanato para a sua vida

Além de beneficiar a saúde mental e aumentar a autoestima, o artesanato traz ainda mais benefícios para sua vida além de ser um passatempo.

 

A verdade é que um hobby ou uma atividade que te faça feliz é sempre benéfico, tanto para quebrar a rotina e trazer um momento de felicidade quanto para exercitar suas habilidades e manter seus talentos sempre em crescimento.

 

Sendo assim, nós listamos outros 4 benefícios inegáveis do artesanato para sua vida. Vamos conferir?

1. Promove um olhar apurado e detalhista

Quem já trabalha com o artesanato sabe que os detalhes e as finalizações são etapas essenciais da produção de qualquer peça, especialmente para valorizar todo o resto do trabalho e criar uma verdadeira obra de arte.

 

Com o passar do tempo e com a experiência em retocar e aprimorar detalhes, o seu olhar se torna mais crítico e apurado, ou seja, nada passa despercebido por você.

 

Sendo assim, você acaba sempre melhorando seu trabalho e entregando produtos cada vez melhores e mais belos.

 

2. Aumenta a conexão com a simplicidade

No artesanato, você coloca suas mãos na massa e descobre que até mesmo os mais negligenciados e inusitados materiais podem se transformar em belas peças de arte.

 

Com isso, você passa a perceber o valor que mora nas pequenas coisas, especialmente se elas forem manuseadas por mãos que possuem essa sensibilidade.

 

Este tipo de pensamento passa do contexto do artesanato para se transformar em uma lição de vida essencial. Ou seja, o artesanato pode te ensinar muito mais do que você imagina, principalmente sobre a vida.

 

3. Permite conhecer novas pessoas

O artesanato une muitas pessoas, tanto no processo de aprendizado quanto no compartilhamento de novas técnicas e até nas interações nas redes sociais.

 

Por exemplo, digamos que você é uma mamãe artesã e começa a produzir sapatinhos para bebê e, com isso, acaba conhecendo outras mães artesãs, outras pessoas que produzem peças para bebês.

 

CLIQUE AQUI PARA APRENDER COMO FAZER UM SAPATINHO PARA BEBÊ

 

É a sua chance de conhecer pessoas que estão no mesmo momento em que você.

4. Exercita o corpo

Nós já mencionamos que a terapia artesanal ajuda a exercitar a mente, manter a saúde mental e também fortalecer e melhorar as suas habilidades intelectuais.

 

Entretanto, você sabe que o artesanato também ajuda a colocar o seu corpo em movimento? Acredite: quando você coloca as mãos na massa para criar uma nova peça, o seu corpo entra em ação assim como sua mente.

 

A prática pode representar grande melhoria na coordenação motora. Além disso, a satisfação de produzir uma peça com suas próprias mãos ajuda a liberar endorfina, a substância da alegria, que também é gerada com exercícios físicos.

Como você também pode começar no artesanato

Agora que você já entendeu a importância da terapia artesanal para a saúde mental, especialmente de pessoas que sofrem com o transtorno depressivo.

 

chegou o momento de entender como você pode iniciar a atividade e explorar as habilidades que moram na sua mente!

 

Aqui na Oficina do Artesanato, você pode conhecer os cursos de artesanato da Alessandra Fontoura, especialmente desenvolvidos para que você possa aprender as melhores técnicas e também como aplicá-las para criar peças de qualidade.

 

Tanto para exercitar sua mente e expandir sua criatividade quanto para desenvolver um passatempo.

 

você precisa conferir os cursos da Oficina de Artesanato para descobrir o talento que mora em suas mãos. Experimente hoje mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *